Instalações inteligentes para a Rodovia A3 Salerno – Reggio Calabria

  • Contratante I Macrolote: CMC Soc. coop.
  • Contratante III Macrolote: Siemens Spa
  • Contratante V Macrolote: Sa-Rc Scarl
  • Contratante VI Macrolote: Rc-Scilla Scarl
  • Cliente final: Anas SpA
  • Obras realizadas: Instalações elétricas, de iluminação e SOS, anti-incêndio, ventilação. Equipamentos de rádio, de sinalização para o trânsito de veículos (painéis de mensagem variável e sinalizações seta-cruz), sistema de supervisão e controle

O Grupo PSC participou da construção da obra como empresa instaladora de sistemas (macrolotes 1°, 3°, 5° e 6°) por um total de aprox. 80 km em cada sentido de circulação.

No 5° macrolote – com extensão de aprox. 30 km, compreendido entre as saídas de Gioia Tauro e Scilla – há 12 túneis naturais e um túnel artificial contendo 24 viadutos e pontes e 2 trevos. Somente os túneis, todos de tipo unidirecional de duas pistas além do acostamento, têm uma extensão total igual a aprox. 28 km.

Os túneis possuem os melhores sistemas de segurança que atendem aos requisitos mínimos para os túneis rodoviários estabelecidos pelo DL 626/06 e respectivas diretrizes ANAS.

Sistema de instalação de túnel inteligente

Os projetistas do Grupo PSC colaboraram diretamente com os Departamentos técnicos do cliente para definir o projeto de construção e para implementar equipamentos tecnológicos de última geração capazes de garantir o funcionamento e a segurança.

O sistema de instalações deste túnel inteligente  possui autonomia decisional:

  • monitora os parâmetros essenciais através de sensores de detecção no ambiente e interage com estes controlando para que os valores fundamentais permaneçam dentro do intervalo funcional preestabelecido
  • intervém imediatamente durante as primeiras fases de um acontecimento crítico, como um acidente, um incêndio ou excesso de fumaça e poluentes no ambiente.

O sistema do túnel, à espera das equipes de socorro, é capaz de ativar autonomamente algumas condições de proteção, gerindo os ventiladores em número e direção de impulso, o nível da iluminação, a indicação das vias de fuga e dos lugares seguros, os sinais para os usuários através de indicações gráficas e alfanuméricas relacionadas ao tipo de acontecimento. Nas condições mais críticas, o sistema gerencia também os semáforos situados nas entradas do túnel ou pode até mesmo, impedir o acesso dos usuários ao túnel.

Os encarregados do socorro são alertados em automático pelo sistema do túnel, ou por um usuário através dos armários SOS, e têm a possibilidade de gerir os sistemas de comunicação via rádio, de extinção de incêndio e de comando dos ventiladores.

Ficha técnica

No total, foram instalados:

  • 308 ventiladores axiais ao longo dos doze túneis
  • 128 ventiladores para a aspiração do ar dos locais de abrigo seguro (by-pass)
  • Mais de 200 quadros elétricos em doze cabines
  • Mais de 2 200 km de cabos de cobre e alumínio, 30 km de cabo de rádio ao longo das abóbadas dos túneis
  • 30 km de tubulação anti-incêndio de pead
  • 100 km de canos de aço AISI 304 ao longo das abóbadas do túnel e 70 km ao longo das paredes dos túneis
  • 100 km de tritubo
  • 12 000 luminárias de led e mais de 7 000 lâmpadas de sódio de alta pressão (SAP)
  • 10 000 placas luminosas
  • 300 sinalizações seta-cruz
  • 40 painéis de mensagem variável
  • 400 Km de tubo corrugado.