La Nuvola – Novo Centro de Congressos EUR

  • Contratante: Società Italiana per le Condotte d’Acqua SpA
  • Cliente Final: EUR S.p.A.
  • Valor econômico da obra: € 11.500.000, 00
  • Local da obra: Roma, bairro EUR Viale Asia
  • Obras: Sistemas de ar condicionado e aquecimento com painéis radiantes, Sistema de evacuação de fumaça, Sistema de Supervisão, Sistemas Anti-incêndio de UNI45, Sprinklers, Water-Mist, Sistema para águas pluviais, Instalação hídrico-sanitária, Instalação água de lago lado centro
  • Período de realização: de fevereiro de 2012 a outubro de 2016

La Nuvola representa uma importante obra de grande valor artístico idealizada e proposta pelo arquiteto Massimiliano Fuksas, inserida em um dos bairros mais nobres de Roma, a EUR.

Realizada para ser um centro de congressos de vanguarda, com uma capacidade vastíssima, entre as maiores da Europa, pode abrigar até 8 mil pessoas.

La Nuvola se desenvolve em cerca de 60 mil m2 de superfície, fundamentalmente composta por três níveis.

  1. As Salas de Congresso, que se articulam em 9 mil m2 totais de espaço modulável, podem, assim, gerar 30 salas de reuniões e um plenário de 6 mil lugares.
  2. O Fórum, idealizado como um espaço polivalente para área de exposições, se desenvolve em 7 mil m2.
  3. O Auditório, situado dentro da “Nuvola” pode abrigar congressos com até 1 800 lugares; ao lado deste, foram realizados 3 foyers por um total de 2500 m2.

Tipo de trabalho e metodologia

A peculiaridade da obra, a vastidão dos espaços e a considerável altura dos ambientes, combinada com os acabamentos preciosos do centro, impuseram à PSC uma execução dos trabalhos com métodos especiais.

Foi considerável o empenho para encontrar soluções de instalação que limitassem o impacto arquitetônico: todos os percursos das canalizações do ar e a escolha dos equipamentos foram realizados com extremo cuidado, tendo de ser inseridos em um ambiente em que era essencial respeitar parâmetros de limiar de ruído aceitáveis.

Para garantir os prazos de execução e a necessária coordenação com as outras empresas envolvidas na obra, a PSC pré-fabricou boa parte dos sistemas em seus estabelecimentos romanos, aplicando, depois, importantes obras de proteção e preservação dos sistemas realizados.

Osistema de ar condicionado de ar externo comportou o transporte de significavos volumes de ar tratado através de grandes canalizações instaladas em alturas elevadas.

Números da empreitada

2 420 difusores de ar, entre tradicionais e de alturas elevadas/7 546 m2 de painéis radiantes de piso/11 Unidades de Tratamento de Ar/7 unidades Frigoríficas/Bombas de calor/ 73 unidades de eletrobombas/300 Caixas de Capacidade Variável.

Satisfação

A apreciação pelo trabalho desenvolvido pela PSC foi unânime: do projetista executivo do Estúdio Fuksas ao Contratante Condotte que durante a realização da obra colaborou com a PSC, ao Cliente final EUR que, nas moras da licitação pública de atribuição da manutenção,  confiou a manutenção transitória a PSC, mesmo podendo contar com um serviço interno próprio de manutenção.